Temas e notícias diversas sobre questões relacionadas com o ensino, actividades escolares, questões sociais e das novas tecnologias.
Segunda-feira, 21 de Janeiro de 2008
DESAFIO: Promovendo a Inovação e a Criatividade

DESAFIO: Promovendo a Inovação e a Criatividade

 

No âmbito da Presidência Eslovena do Conselho da União Europeia será organizada uma conferência subordinada ao tema: “Promovendo a Inovação e a Criatividade: as respostas das escolas aos desafios das sociedades do futuro”.

1. OBJECTIVOS
Os objectivos da conferência são:

  • enaltecer a inovação e criatividade como condição para a competitividade das economias europeias e consequentemente como condição para a coesão social e para o bem-estar dos cidadãos;
  • promover a inovação e a criatividade como resposta, da educação e da formação, aos desafios das sociedades modernas;
  • definir as condições e medidas necessárias para as escolas e os indivíduos estarem aptos a promover a criatividade e a inovação.

Durante esta conferência serão apresentados exemplos de boas práticas sobre como as escolas europeias promovem e estimulam a inovação e a criatividade e que abordagens inovadoras utilizam na sua pratica pedagógica. Serão, também, apresentados pequenos spots de crianças, jovens e professores que expressem as suas opiniões sobre a inovação e criatividade na escola.


2. QUEM PODE PARTICIPAR?

Todas as escolas, com uma ou mais equipas, constituídas por alunos e professores.

 

3. COMO PARTICIPAR?

Há duas modalidades de participação podendo cada escola candidatar-se a uma ou a ambas. São elas: Exemplos de Boas Práticas e/ou Vídeo Spots.

I. Exemplos de boas práticas: A participação nesta modalidade requer uma pequena apresentação, de 1 a 2 páginas, que inclua: objectivos, metodologia, conteúdos, grupo alvo, resultados. Esta apresentação deve fazer-se acompanhar por materiais e produtos ilustrativos do trabalho realizado (fotos, spots vídeo, música etc.) e estar disponível em formato electrónico. É indispensável o envio das autorizações dos pais ou encarregados de educação dos alunos que apareçam nas imagens, para a emissão em público na conferência.

II. Video Spots: A participação nesta modalidade requer a produção de spots que não deverão exceder os 3-4 minutos e deverão estar, preferencialmente, em formato “avi”, “mpeg4”, “wmv”. Serão escolhidos dois das escolas de 1º ciclo ou jardins-de-infância, e dois de 2º, 3ºciclo e secundário. Tendo em conta que o propósito destes spots é servirem de testemunho, deverão ser colocadas as seguintes questões:

  • Aos mais pequenos: A escola é…? (Porquê…?) O que é a “criatividade”?
  • Aos Adolescentes: Quais são as circunstâncias em que sentes que podes ser criativo, desenvolver livremente as tuas ideias e levá-las a cabo na tua escola? Qual seria para ti a escola ideal, a escola do futuro?
  • Professores: em que momentos sente que pode ser criativo no seu trabalho? De que forma estimula a criatividade dos seus alunos?

É indispensável o envio das autorizações dos pais ou encarregados de educação dos alunos que apareçam nas imagens, para a emissão em público na conferência.

 

4.  BENEFÍCIOS

Como recompensa pela participação nestas actividades, para além de os trabalhos representarem Portugal neste evento e da respectiva divulgação, as escolas e respectivos autores receberão um CD com todos os materiais compilados, alguns itens da Presidência Eslovena e uma lembrança da DGIDC/ECRIE.

 

5. COMO SERÁ FEITA A SELECÇÃO?

A Selecção dos trabalhos será feita por um júri constituído por elementos da DGIDC/ECRIE e dos centros de competência.

 

6. PARA ONDE ENVIAR OS TRABALHOS?

Os contributos deverão ser enviados pelo Conselho Executivo, em CD, via correio postal para a DGIDC/ ECRIE endereçados a:

A/C DESAFIO: Promovendo a Inovação e a Criatividade

DGIDC - Eq. Computadores Redes e Internet na Escola (CRIE)

Av. Infante Santo, nº2, 8º

1350-178 Lisboa

 

Deverão ainda ser acompanhados da ficha de identificação dos participantes e seguintes documentos:

1.Ficha de identificação:

a. Identificação da escola

b. Identificação do(s) professor(es)

c. Identificação do(s) aluno(s)

2. Autorizações dos pais/encarregados de educação

 

7. PRAZOS E REGRAS

Os contributos deverão chegar à ECRIE até ao dia 15 de Fevereiro de 2008.

A falta de qualquer um dos elementos mencionados atrás será eliminatória.

 

8. INFORMAÇÕES

Qualquer esclarecimento adicional poderá contactar:

DGIDC - Eq. Computadores Redes e Internet na Escola (ECRIE)

Telf.: 213 944 801 / Fax: 213 944 802 

Email: info@crie.min-edu.pt



Publicado por marquesarede às 17:49
Link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

PLANO DE LEITURA

No âmbito do Projecto de Promoção de Leitura em Família, o Plano Nacional de Leitura disponibiliza para a Educação Pré-Escolar um conjunto de material pedagógico designado por “Leitura em vai e vem”, composto por:

- Uma mochila (1 por cada grupo de 5 crianças)

- Um desdobrável de registo de leitura individual (1 por criança).

- Sugestões para o Educador.

Sugestões para os pais de família.

Para além deste material disponibiliza-se ainda no sítio PNL, uma proposta de agenda para a reunião de pais, destinada a promover a leitura em família e uma apresentação em Power Point com sugestões para apresentar na reunião.

Os Jardins-de-Infância que pretendam obter este material deverão formular o pedido através do preenchimento e envio da ficha que se disponibiliza no sito PNL www.planonacionaldeleitura.gov.pt

A ficha deverá ser copiada, preenchida e enviada como anexo em e-mail para: lermais@planonacionaldeleitura.gov.pt – A satisfação dos pedidos será feita por ordem de chegada, até ao limite das mochilas existentes para o actual ano lectivo.

Para mais informações consulte o sítio do PNL: http://www.planonacionaldeleitura.gov.pt/



Publicado por marquesarede às 17:48
Link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008
ESTATUTO DO ALUNO

Primeira alteração à Lei n.º 30/2002, de 20 de Dezembro, que aprova o Estatuto do Aluno dos Ensinos Básico e Secundário

em PDF aqui:

Lei n.º 3/2008, D.R. n.º 13, Série I de 2008-01-18



Publicado por marquesarede às 09:57
Link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008
GOOGLE

GOOGLE - Concurso de programação para alunos do Secundário/Pré-Universitários

O Google acredita firmemente que os estudantes devem ter oportunidades nas áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática. O Google promove  a iniciativa the Google Highly Open Participation Contest , procurando ajudar a iniciação das escolas secundárias  (alunos pré-universitários) no desenvolvimento do Software Open Source.

Os estudantes poderão aceder a  http://code.google.com/opensource/ghop/2007-8/ para escrever código e documentação, preparar materiais para treino, conduzir investigação de experiências de utilizador de e ganhar prémios como t-shirts, dinheiro ou para os dez primeiros classificados, uma oportunidade para visitar as instalações do Googleplex na Mountain View - Califórnia.

Nos últimos três anos vários estudantes participaram no Google Summer of Code (http://code.google.com/soc/ ) com grandes resultados. Centenas de estudantes universitários tomaram contacto com software open source e milhares de pessoas no mundo inteiro começaram a desenvolver e a produzir milhões de linhas de código aberto.

Pensando no que poderia ser feito para encorajar os estudantes pré-universitários e construir talentos futuros, o Google desenvolveu/promoveu a Google Highly Open Participation Contest – o primeiro concurso da equipa open source do Google, dirigida exclusivamente para alunos do ensino secundário (pré-universitário).

O Google trabalhará com dez organizações de open source: Apache Software Foundation, Drupal, GNOME, Joomla!, MoinMoin, Mono, Moodle, Plone, Python Software Foundation, and SilverStripe CMS –

Para este esforço pioneiro, cada uma destas entidades providenciará uma lista de tarefas para serem finalizadas pelos alunos participantes. As tarefas recaírão sobre as seguintes categorias: Código; documentação; investigação; serviços de apoio; garantia de qualidade; treino/formação; tradução e interfaces de utilizador,  de modo que todos possam participar. Pais e educadores podem ajudar partilhando esta oportunidade com os seus filhos e alunos.

O concurso é aberto para os alunos a partir dos treze anos que não tenham começado os estudos universitários. Os oponentes/concorrentes poderão submeter as tarefas até às 12:00 a.m. (T.M.G) até ao dia 22 de Janeiro de 2008.

O Google espera que os estudantes concorrentes sejam a longo prazo, contribuintes para este e futuros projectos de open source e ansiamos por anunciar os vencedores no dia 11 de Fevereiro de 2008.

 

Para mais informação visite: http://code.google.com/opensource/.



Publicado por marquesarede às 17:17
Link do post | comentar | favorito

Concurso Xperimania

Concurso Xperimania: “Das Moléculas aos Materiais”

Os Alunos do 2.º, 3.º Ciclos e do Secundário, com idades entre os 10 e os 20 anos, são convidados a participar em diferentes actividades e num concurso, com o objectivo de melhor conhecerem a petroquímica.

O Xperimania propõe-se ajudar os professores e alunos a explorar as propriedades dos materiais e a compreender alguns dos processos envolvidos na criação de produtos utilizados no nosso quotidiano, como leitores de MP3, raquetes de ténis e calçado desportivo.

Quem pode participar?

Todas as escolas da União Europeia, países candidatos e países da EFTA podem participar. Os alunos devem ter idades compreendidas entre 10 e os 20 anos. A participação é gratuita.

Para participar, visite o sítio Web:

http://www.xperimania.net 

Correio electrónico: info@xperimania.net

O projecto Xperimania é coordenado pela European Scholnet com o patrocínio da Appe

Appe:

www.petrochemistry.net

European Scholnet:

 

www.europeanschoolnet.org


Publicado por marquesarede às 17:14
Link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

XV Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental

XV Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental - 25 e 26 de Janeiro de 2008

A Terra – Um bem comum é o tema da XV Jornadas Pedagógicas de Educação Ambiental que a ASPEA – Associação Portuguesa de Educação Ambiental vai realizar nos dias 25 e 26 de Janeiro de 2008, na Escola Superior Agrária de Santarém.

Terra – um bem comum é o mote das nossas preocupações e o sentido da nossa responsabilidade.

Terra – um bem comum é um espaço para a educação ambiental no contexto da Sustentabilidade.

A educação Ambiental, que nos une, situa o indivíduo na complexa teia de interligações entre a sociedade, o ambiente, a economia e os valores, complementando o papel primordial da educação, como forma de realização plena das inúmeras capacidades humanas.

Acreditamos ser nas épocas de recessão e de algum desencanto, como a que estamos a atravessar, que nos devemos empenhar para encontrarmos em conjunto caminhos novos e valorizar outros que reconhecidamente acreditamos ser importante trilhar.

Vimos fazer-lhe o convite para tomar conhecimento das últimas referências e trabalhos no âmbito da Educação Ambiental para a sustentabilidade, participando no debate e na reflexão qe estas Jornadas sempre têm proporcionado.

 

Mais informações aqui:

www.aspea.org



Publicado por marquesarede às 17:12
Link do post | comentar | favorito

PLANO TIC

Já está disponível on-line o formulário para o envio ("upload") do Plano TIC da Escola/Agrupamento e um pequeno questionário sobre o mesmo.

Esse formulário e o questionário podem ser encontrados no seguinte link AQUI:

 http://area.dgidc.min-edu.pt/quest_TIC/login.asp

Para o seu preenchimento deverão ser utilizados o código GEPE (antigo GIASE) e a respectiva “password” da Escola ou Escola sede, no caso dos Agrupamentos.

 A data limite para este efeito é o dia 31 de Janeiro 2008.



Publicado por marquesarede às 17:08
Link do post | comentar | favorito

MOODLE

O MOODLE - Modular Object-Oriented Dynamic Learning Environment é uma ferramenta desenhada por Martin Dougiamas, da Austrália, para criar cursos baseados na Internet. È um software criada para professores mas tambem para alunos e totalmente grátis.

Bastante interessante e útil para quem aprecia aplicações que possam enriqueçer os métodos de ensino em geral.

Aqui fica a informação e o caminho para melhor chegar:

 

 

Neste manual encontrará tudo para configurar
a sua disciplina.

(Clique em manual do professor!)
Manual do Professor


Publicado por marquesarede às 16:52
Link do post | comentar | favorito

TLEBS E A GRAMÁTICA
A petição lançada na Internet a favor da suspensão da nova Terminologia Linguística para os Ensinos Básico e Secundário (TLEBS) já foi subscrita por mais de quatro mil pessoas, o número mínimo exigido para ser discutida no Parlamento.

Lançada no mês passado por um grupo de pais e encarregados de educação, a petição online que pede a «suspensão imediata da implementação da experiência pedagógica TLEBS» é dirigida ao Presidente da República, presidente da Assembleia da República, primeiro-ministro e ministra da Educação.

Envolta em polémica, a nova terminologia, aprovada pelo Ministério da Educação (ME) no final de 2004, começou este ano a ser leccionada de forma generalizada, para já no 3º, 5º e 7º anos, devendo abranger todo o sistema de ensino em 2009 com o objectivo de uniformizar os termos gramaticais ensinados na escola.

No entanto, o director-geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular, Luís Capucha, afirmou sábado em entrevista ao jornal Público que a nova lista de termos «tem deficiências», tendo sido suspensa, para já, a generalização a todo o ensino básico e secundário, por não haver «neste momento» uma formação suficiente dos professores.

Em declarações à agência Lusa, José Nunes, o primeiro subscritor da petição online, afirmou, contudo, que não foi emitida qualquer portaria a suspender a TLEBS, mantendo-se, por isso, nos estabelecimentos de ensino a introdução dos conteúdos experimentais, que garante estar «cheios de erros científicos».

«A petição já foi assinada por 26 professores catedráticos, quatro dos quais especialistas em Linguística, que confirmam a existência de erros científicos graves na nova terminologia. Os nossos filhos estão a servir de cobaias para testar jargões linguísticos não validados», afirmou.

No documento, que pode ser subscrito na Internet até dia 20, os responsáveis do movimento contra a aplicação da TLEBS contestam ainda o facto de as experiências pedagógicas não terem de ser autorizadas pelos pais e encarregados de educação, sobretudo quando está em causa «o ensino de conteúdos não validados científica e pedagogicamente».

«O ministério [da Educação] diz que não tem nada de pedir autorização aos pais porque há uma lei de 1967, assinada por Américo Thomaz e Oliveira Salazar, que dá plenos poderes ao ME para fazer as experiências pedagógicas que entender, quando entender e nos termos em que entender. Esta é uma lei fascista», argumentou José Nunes.

Já a Associação de Professores de Português (APP), a entidade responsável pela formação de docentes no âmbito da TLEBS, apoia a nova terminologia, considerando que esta visa revalorizar o ensino das regras da Língua Portuguesa, que diz ter sido negligenciado nos últimos anos.

Para a APP, esta terminologia permite ainda integrar novos conhecimentos da Gramática e da Linguística, suprimindo assim as lacunas da Nomenclatura Gramatical Portuguesa, em vigor desde 1967.

Com a TLEBS, a palavra substantivo é definitivamente substituída por nome, a oração dá lugar à frase e o complemento circunstancial passa a chamar-se modificador, entre várias outras alterações.

A polémica promete agora passar para a Assembleia da República, devendo o debate parlamentar ser pedido pelos autores da petição no final deste mês.

 

fonte: Diário Digital / Lusa



Publicado por marquesarede às 16:49
Link do post | comentar | favorito

Concurso Nacional de Ideias “Cidades Criativas”

Uma excelente sugestão de trabalho para desenvolver, em Alcochete, já que temas não faltam certamente.

Aqui fica a dica:

Concurso Nacional de Ideias “Cidades Criativas”

Esta iniciativa, organizada pela Universidade de Aveiro e apoiada pelo Ministério da Educação, dirige-se aos estudantes do 12.º ano no âmbito da disciplina de Área de Projecto, e propõe a organização de equipas de cinco elementos, tendo como principais objectivos:

• a produção de uma reflexão sobre a cidade onde vivem e/ou estudam;
• a identificação do potencial urbano, cultural e tecnológico das suas cidades;
• a apresentação de propostas inovadoras e criativas para a qualificação e valorização da sua cidade.

Objectivos, regulamento, documentos e outras informações AQUI:


http://cidadescriativas.blogs.sapo.pt/



Publicado por marquesarede às 16:42
Link do post | comentar | favorito

VIDEOVIGILÂNCIA
O ‘Big Brother’ vai chegar às escolas portuguesas nos próximos meses. O Ministério da Educação (ME) abriu um concurso público internacional para a “aquisição dos serviços e bens necessários à implementação de um sistema de videovigilância” que vai abranger “as escolas públicas do 2.º e 3.º Ciclos do Ensino Básico e com Ensino Secundário”.

Ao todo serão 1200 escolas do 5.º ao 12.º ano onde serão instaladas câmaras. O concurso está integrado no Plano Tecnológico da Educação e visa, de acordo com o ME, “reforçar a segurança das instalações e dos equipamentos tecnológicos – computadores, quadros interactivos e videoprojectores – que estão a ser adquiridos no âmbito do mesmo Plano.

De fora ficam as escolas primárias, uma vez que a gestão destes estabelecimentos de ensino está entregue às autarquias. O projecto também deixa de fora as escolas dos arquipélagos dos Açores e da Madeira.

Para implementar o sistema, o Estado vai investir 30 milhões de euros. O valor contempla “o fornecimento, instalação, manutenção e suporte de um sistema electrónico”, bem como “os serviços de segurança e monitorização”.

O concurso está aberto apenas a “titulares de alvará comprovativo da autorização para o exercício da actividade de segurança privada ou serviço de vigilância de bens móveis e imóveis, através de equipamento electrónico , emitido pelo Ministério da Administração Interna” e termina no dia 14 de Março, pelo que a entrada em funcionamento do sistema,  ocorrerá ainda este ano.


Publicado por marquesarede às 16:39
Link do post | comentar | favorito

600 mil computadores mantêm-se como objectivo

Pojecto sem problemas de financiamentoO Governo está a estudar novos passos e metas para a iniciativa «E-escola», dado o êxito reconhecido pelo Executivo do programa.

 

«O Governo não pode ser insensível perante o empenho que foi colocado neste programa», disse esta terça-feira o secretário de Estado adjunto das Obras Públicas e Comunicações, Paulo Campos, sem querer avançar que novas linhas pode vir a ter o projecto.

 

Presente numa iniciativa promovida pela TMN, que já distribuiu 80 mil computadores e conta, ao longo de todo o projecto, entregar 300 mil portáteis, Paulo Campos reconheceu que «o programa não tem qualquer tipo de problema de financiamento» e que novos desenvolvimentos ficarão conhecidos este ano.

 

O secretário de Estado lembrou também que o Governo tem no terreno um estudo para monitorizar o efeito deste programa, mas ainda é cedo para conclusões: «Vai permitir recolher feedback mas não por via estatística», explicou.

 

Recorde-se que o concurso, que envolve também a Vodafone e a Optimus, pretende garantir que todos os alunos que se matriculem nos próximos três anos no 10º ano, bem como professores e participantes dos cursos de «Novas Oportunidades» possam adquirir computadores com acesso à Internet de banda larga, a preços mais baixos do que os praticados no mercado.

 

No total, o projecto contempla a entrega de 600 mil portáteis.



Publicado por marquesarede às 16:30
Link do post | comentar | favorito

MOCHILAS E A REGIÃO LOMBAR

Será que o peso das mochilas tem influência na dor lombar? Esta é uma das questões do trabalho de doutoramento em Actividade Física e Saúde de Clarinda Festas, professora da Faculdade de Ciências da Saúde e da Universidade Fernando Pessoa, e coordenadora científica e pedagógica do curso de Fisioterapia. "Não obtivemos resultados significativos face a esta hipótese, pensando dever-se à falta de dados dos alunos. No entanto, verificamos que os alunos do 5.º e 6.º anos transportavam excesso de carga de mochila face ao seu peso corporal", adianta a investigadora. A investigação "Dor lombar em crianças, estudo de prevalência, factores de risco e intervenção para a educação postural" envolve os alunos do 2.º e 3.º ciclos da EB 2,3 de Leça de Palmeira, num universo de aproximadamente 960 estudantes.

O trabalho arrancou em Janeiro de 2007. A meio do ano, foi feita uma acção de formação de educação postural no estabelecimento de ensino. Na parte teórica, foram apresentados conceitos relacionados com a coluna vertebral; a componente prática consistiu na explicação e execução de posturas correctas e na apresentação de um plano de exercícios preventivos. Esta intervenção, que pretende promover novos hábitos e comportamentos, será avaliada ao nível da memória a curto, médio e longo prazo, para analisar se os conhecimentos adquiridos pelos alunos são, de facto, aplicados.

"Completaram a primeira fase do estudo 598 alunos, faltando implementar a segunda fase em Janeiro de 2008 e Maio de 2008, para a avaliação do programa de intervenção para a educação postural." "Este programa de intervenção consistiu na educação dos alunos sobre as posturas adequadas e o transporte de cargas e mochilas", recorda Clarinda Festas. Um dos objectivos deste estudo passa precisamente por implementar hábitos e comportamentos adequados para a promoção da saúde, encaminhando casos de postura inadequada para o médico de família.

Na avaliação da ergonomia das mochilas e do mobiliário da escola, a metodologia consiste em pesar as pastas escolares, analisar como são transportadas, bem como medir a altura das mesas e cadeiras das salas de aula. Cerca de quatro mil fotografias foram já tiradas para esta análise postural. Cada aluno, em fato de banho, foi registado em seis posições diferentes. A avaliação da actividade física e lazer é feita através de um questionário.

Será que a força muscular, extensora e flexora da coluna lombar, influencia o aparecimento da dor lombar? Nesta questão, foram obtidos "resultados significativos", em que o público-alvo com menor força muscular apresentava dor lombar. Será que os níveis de actividade física influenciam o aparecimento da dor lombar? "Obtivemos resultados significativos: as crianças e adolescentes com menor actividade física apresentavam dor lombar". Será que o Índice de Massa Corporal influencia a lombalgia? "Não obtivemos resultados significativos face a esta hipótese, apesar de obtermos um grande número de alunos com sobrepeso". Existirá uma correlação entre o estatuto social e a dor lombar? "Encontramos uma correlação positiva entre níveis sociais mais baixos e o aparecimento de dor lombar", refere a autora do estudo. Um projecto que foi aprovado pelo Conselho de Ética do Hospital Pedro Hispano. O Centro de Saúde de Leça da Palmeira, dentro do plano de saúde escolar, deu autorização para que o estudo fosse realizado na EB 2,3 de Leça da Palmeira. E os pais dos alunos foram informados da pesquisa, para darem o seu consentimento.

Identificar e quantificar a dor lombar nas crianças e adolescentes, através de levantamentos epidemiológicos; descrever os factores de risco que possam estar relacionados com o aparecimento e desenvolvimento da dor lombar; avaliar o índice de massa corporal, a força muscular, a postura, os níveis de actividade física e sedentarismo; surgem como objectivos gerais do trabalho. Numa vertente mais específica, e no que se refere à aquisição de conhecimentos para a adopção de comportamentos essenciais para uma boa educação postural, a investigação pretende fornecer aos educadores conhecimentos necessários para intervir no âmbito da educação para a saúde, bem como salientar a importância da postura na melhoria da saúde global.

Na introdução do projecto, Clarinda Festas, depois de consultar uma extensa bibliografia, escreve que "na década passada a dor lombar em crianças foi subestimada estando pouco relacionada à infância". "A qualidade metodológica dos estudos melhorou, permitindo relacionar a incidência e a causalidade, mostrando evidências de que a dor lombar na infância pode ter um valor preditivo da dor lombar na idade adulta". A docente sublinha ainda que, neste momento, "a dor lombar é considerada um problema de saúde pública nos países industrializados, sendo uma incapacidade comum em indivíduos com menos de 45 anos, causando improdutividade, abstinência ao trabalho e aumento de custos no sistema de saúde".

Como um dos factores de risco, que pode ser controlado, está o peso das mochilas transportado pelas crianças e adolescentes no seu trajecto diário para a escola. "Existem vários estudos que referenciam a associação das mochilas à dor lombar em crianças, no entanto, ainda há uma certa inconsistência nos resultados obtidos", destaca a investigadora.

Sara R. Oliveira, www.educare.pt,



Publicado por marquesarede às 16:29
Link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

CLAREZA Á PARTE...

A inexistência de um roteiro preciso dos conhecimentos e capacidades que os alunos devem adquirir ano a ano e a falta de clareza nas restrições ao uso da calculadora foram algumas das críticas da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) ao novo programa da disciplina, homologado pelo secretário de Estado da Educação, Valter Lemos.

"Antes pelo contrário, [as limitações] são muito claras. Em relação à versão anterior, foram clarificados os temas, as situações e as matérias em relação à qual se deve utilizar a calculadora e como. É mesmo definido quando é adequado e quando não é. Foram incorporadas as indicações de várias entidades que iam no sentido de precisar quando utilizar a calculadora", disse Joana Brocardo, subdirectora da Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC), organismo do Ministério da Educação.

A responsável, que acompanhou o grupo de trabalho encarregue da elaboração do programa, explicou ainda que "estão a ser preparadas pelos autores" várias propostas de roteiros anuais para colocar à disposição dos docentes, para que estes possam perceber como é que o programa se concretiza.

"Do ponto de vista da organização, consideramos mais importante que o programa esteja organizado por ciclos e que as metas sejam definidas por ciclos", reiterou, no entanto, a responsável.

Joana Brocardo anunciou ainda que a formação de professores tendo em vista o novo programa, para aplicar a partir de ano lectivo 2009/2010, arranca este ano.

Outra das críticas apontadas pelo presidente da SPM, Nuno Crato, prendia-se com os algoritmos e com a "importância muito vaga que lhes é dada" no programa.

Para a DGIDC, "não se pode subordinar o programa de Matemática nos primeiros anos de escolaridade ao uso e ensino de algoritmos".

"Deu-se o foco que devem ter, até porque há outras coisas importantes", disse.

Já a Associação de Professores de Matemática considera "contraditório" que a tutela tenha aprovado um programa que organiza a disciplina por ciclos ao mesmo tempo que permite manuais para cada um dos anos de escolaridade.

A responsável da DGIDC lembrou que na disciplina de Matemática nunca houve manuais por ciclos e que nas disciplinas em que isso chegou a acontecer foram poucos os professores que os adoptaram.

Por outro lado, Joana Brocardo considera que os roteiros anuais poderão ajudar os professores no momento de escolherem os manuais, além de materiais de apoio ao trabalho dos docentes, a serem produzidos, como brochuras ou material interactivo.

"Grande parte das críticas e sugestões foram acolhidas. Isso contribui para melhorar o programa final. Julgo que temos um bom programa. Necessitamos agora de reunir esforços para que ele seja bem implementado nas escolas, produzindo matérias de apoio de qualidade e formação também de qualidade", concluiu.

Lusa/SOL, 04-01-2008



Publicado por marquesarede às 16:22
Link do post | comentar | favorito

TECNOLOGIAS NOVAS

O Projecto Público na Escola – o Projecto de Educação para os Media do jornal Público – promove, no ano lectivo de 2007/2008, uma nova edição do concurso nacional de jornais escolares subordinada ao tema "Que fazer com as novas tecnologias?".

O uso das novas tecnologias nas escolas deve ser objecto de reflexão. Todavia,
torna-se urgente compreender de que modo estas ferramentas e plataformas podem ser usadas com proveito no ensino e na aprendizagem e com a preocupação de promover a informação e a comunicação. "Que fazer com as novas tecnologias?" é, pois, o desafio que o Concurso Nacional de Jornais Escolares coloca no ano lectivo de 2007/2008.

As respostas vão, agora, ser dadas pelos jornais escolares.


Para mais informações, consultar AQUI: o regulamento.


Inscrições: até 31 de Março 2008.



Publicado por marquesarede às 15:59
Link do post | comentar | favorito

ALUNOS NEE

As escolas públicas que não dêem prioridade na matrícula às crianças com necessidades educativas especiais de carácter permanente serão alvo de um processo disciplinar, enquanto as privadas perderão o paralelismo pedagógico e o co-financiamento.

De acordo com o decreto-lei as escolas de ensino particular e cooperativo que não dêem prioridade a estas crianças no acto da matrícula perdem paralelismo pedagógico e co-financiamento, "qualquer que seja a sua natureza".

Quanto aos estabelecimentos de ensino da rede pública, será aberto um procedimento disciplinar, caso não cumpram o disposto no número 3 do artigo 2. As crianças e jovens com necessidades educativas especiais de carácter permanente gozam de prioridade na matrícula, tendo o direito, nos termos do presente decreto-lei, a frequentar o jardim-de-infância ou a escola nos mesmos termos das restantes crianças", lê-se no referido artigo.

O diploma, que define os apoios especializados a prestar na educação pré-escolar e nos ensinos Básico e Secundário no âmbito das necessidades educativas especiais, estabelece ainda que as escolas públicas e privadas com paralelismo pedagógico não podem rejeitar a inscrição de crianças e jovens com base na incapacidade ou nas necessidades educativas especiais que manifestem.

Será ainda elaborado um programa educativo individual para os alunos com necessidades educativas especiais de carácter permanente até 60 dias após a referenciação dos estudantes. Este programa "carece de autorização expressa do encarregado de educação", excepto se este decidir não exercer o seu direito de participação, e deverá ser revisto a qualquer momento e, obrigatoriamente, no final de cada nível de educação e ensino e no fim de cada ciclo do ensino básico.

Dos resultados obtidos por cada aluno com a aplicação das medidas estabelecidas no programa, deve ser elaborado um relatório conjuntamente pelo professor, pelo docente de educação especial, pelo psicólogo e pelos docentes e técnicos que acompanham o desenvolvimento do processo educativo do aluno.

O decreto-lei apresenta ainda as modalidades específicas de educação, como a educação bilingue de alunos surdos, a educação de alunos cegos e com baixa visão, os respectivos objectivos bem como as equipas que os compõem.

O diploma, publicado já em Diário da República, define apoios especializados para alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE). Consagra que os pais têm o direito e o dever de participar activamente em tudo o que se relacione com a educação especial a prestar ao seu filho.

O diploma em PDF aqui:

Decreto-Lei 03/2008, de 7 de Janeiro



Publicado por marquesarede às 15:54
Link do post | comentar | favorito

O SEMINÁRIO

19 de Janeiro de 2008 - 14H30
Auditório da Casa do Povo, Rua Chão do Conde, Alcochete


O Seminário Sucesso na Educação  Realidades e Utopias tem como principal objectivo o debate desta importante questão, numa perspectiva do papel da Família-Escola-Comunidade no combate ao insucesso e abandono escolar, confrontando as boas práticas em curso, exemplos da EB 2.3 Bela Vista e Projecto EPIS.
PROGRAMA 
14.30 - Abertura - António Amaral, presidente da FERSAP; Zeferino Boal, presidente da APEE EB 2.3 El-Rei D. Manuel I.
15.00 - Projecto TEIP Escola da Bela Vista, Setúbal - Prof.ª Solange Delicado, presidente C. E. do Agrupamento Escolas. Debate.
15.30 - Projecto EPIS (Empresários Para a Inclusão Social) - Eng. Diogo Simões Pereira. Debate.
16.00 - Intervalo.
16.30 - Dr. Luís Capucha, Director-Geral da DGIDC. Debate.
17.00 - Encerramento - Albino Almeida, presidente da CONFAP.


Entrada Livre

 



Publicado por marquesarede às 15:48
Link do post | comentar | favorito

HOMOLGAÇÕES

Foi homologado pelo Ministério da Educação o Programa de Matemática do Ensino Básico. Este Programa é uma das acções do Plano de Acção para a Matemática e esteve em discussão pública até Outubro de 2007.

Está disponível em:


http://sitio.dgidc.min-edu.pt





Publicado por marquesarede às 15:45
Link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008
SUCESSO NA EDUCAÇÃO

SEMINÁRIO NACIONAL

19 de Janeiro de 2008

Casa do Povo

ALCOCHETE-14H30

SUCESSO NA EDUCAÇÃO

Realidades e Utopias

O Seminário Sucesso na Educação - Realidades e Utopias tem como principal objectivo o debate desta importante questão, numa perspectiva do papel da Familia/Escola/Comunidade.

Nesse sentido, irá abordar as boas práticas no combate ao insucesso escolar e discutir se as mesmas serão uma realidade ou utopia!

Os casos do Agrupamento de Escolas da Bela Vista, em Setúbal e do projecto EPIS, com as suas metedologias parao sucesso escolar, aplicadas já em alguns concelhos do País,serão divulgados e analisados pelos convidados representantes das duas instituições referidas.

Oradores convidados:

Dr. Luís Capucha,Director Geral da DGIDC

Albino Almeida, Presidente da CONFAP

Este Seminário é aberto a todos os pais e pessoas que se interessam pela temática em apreço e realiza-se no auditório da Casa do Povo, na Rua Chão do Conde, em Alcochete no próximo dia 19 de Janeiro (Sábado) com início previsto para as 14H30.

Organização: FERSAP

Apoio: APEE da EB 2,3 el Rei D.Manuel I

 



Publicado por marquesarede às 09:58
Link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008
CONGRESSO
1º Congresso Internacional em Estudos da Criança
Instituto de Estudos da Criança, Campus de Gualtar, entre sábado, 02-02-2008 e segunda-feira, 04-02-2008
Realiza-se, de 2 a 4 de Fevereiro de 2008, no Instituto de Estudos da Criança, o 1º Congresso Internacional em Estudos da Criança - Infâncias Possíveis Mundos Reais. 
  1º Congresso Internacional em Estudos da Criança
 

O I Congresso Internacional em Estudos da Criança é promovido pelo Instituto de Estudos da Criança (IEC), da Universidade do Minho e pretende reunir profissionais que trabalham com crianças, investigadores e outros interessados nas questões relativas à infância para debater o estado actual do conhecimento sobre a condição de ser criança.

O mundo actual, plural, complexo e dinâmico, é marcado por profundos contrastes, geradores de uma diversidade de possibilidades e constrangimentos que condicionam os modos de ser criança -são as infâncias possíveis nos diferentes mundos reais.

As questões teóricas, técnicas e éticas da educação e intervenção com crianças nos vários contextos e domínios profissionais e os problemas específicos da sua investigação serão objecto deste debate multi, inter e trans-disciplinar que pretende dar um contributo decisivo para a definição e consolidação dos Estudos da Criança.


 
mais informações: http://ciec.iec.uminho.pt

contactos
Secretariado
Instituto de Estudos da Criança
Tel: 253 601 200 | Fax: 253 601 201
email: ciec@iec.uminho.pt


Publicado por marquesarede às 12:46
Link do post | comentar | favorito

Posts recentes

EVENTOS

SONHAR

MEDIAÇÃO E PSICOTERAPIA N...

RESPONSABILIDADES

QUALIFICAR

ESTUDAR A EDUCAÇÃO

ELEGER

DESEMPENHO

FUSÕES

ESTADOS D'ALMA

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Posts recentes

EVENTOS

SONHAR

MEDIAÇÃO E PSICOTERAPIA N...

RESPONSABILIDADES

QUALIFICAR

ESTUDAR A EDUCAÇÃO

ELEGER

DESEMPENHO

FUSÕES

ESTADOS D'ALMA

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Links
Costuma Participar nas reunioes de Pais?
1 vez por Ano
1 vez por Mes
Nunca participo
  
pollcode.com free polls

Tagzania: Pontos por marquesarede
MEIO AMBIENTE
subscrever feeds