Temas e notícias diversas sobre questões relacionadas com o ensino, actividades escolares, questões sociais e das novas tecnologias.
Sábado, 29 de Outubro de 2005
outros tempos...
O ensino da Matemática ao longo do tempo
Ensino de 1960

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda. Qual é o seu lucro?

Ensino tradicional de 1970

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda, ou seja, 80 francos. Qual é o seu lucro?

Ensino moderno de 1970

Um camponês troca um conjunto B de batatas por um conjunto M de moedas. O cardinal do conjunto M é igual a 100 e cada elemento de M vale um franco. Desenha 100 pontos que representem os elementos do conjunto M. O conjunto C dos custos de produção compreende menos 20 pontos que o conjunto M. Representa o conjunto C como um subconjunto M e responde à seguinte pergunta: Qual é o cardinal do conjunto L? (Escreva-o a vermelho).

Ensino renovado de 1980

Um agricultor vende um saco de batatas por 100 francos. Os custos de produção elevam-se a 80 francos e o lucro é de 20 francos. Trabalho a realizar: sublinha a palavra «batatas» e discute-a com teu colega de carteira.

Ensino reformado de 1990

Um kampunes kapitalista privilijiado enriquesse injustamente em 20 francos num çaco de batatas, analiza o testo e procura os erros de kontiudo de gramatica, de ortografia, de pontuassão e em ceguida dis o que penças desta maneira de enriquesser."

(O Expresso, 20/02/93)


Publicado por marquesarede às 19:31
Link do post | comentar | favorito

Outros tempos...
O ensino da Matemática ao longo do tempo
Ensino de 1960

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda. Qual é o seu lucro?

Ensino tradicional de 1970

Um camponês vende um saco de batatas por 100 francos. As suas despesas de produção elevam-se a 4/5 do preço de venda, ou seja, 80 francos. Qual é o seu lucro?

Ensino moderno de 1970

Um camponês troca um conjunto B de batatas por um conjunto M de moedas. O cardinal do conjunto M é igual a 100 e cada elemento de M vale um franco. Desenha 100 pontos que representem os elementos do conjunto M. O conjunto C dos custos de produção compreende menos 20 pontos que o conjunto M. Representa o conjunto C como um subconjunto M e responde à seguinte pergunta: Qual é o cardinal do conjunto L? (Escreva-o a vermelho).

Ensino renovado de 1980

Um agricultor vende um saco de batatas por 100 francos. Os custos de produção elevam-se a 80 francos e o lucro é de 20 francos. Trabalho a realizar: sublinha a palavra «batatas» e discute-a com teu colega de carteira.

Ensino reformado de 1990

Um kampunes kapitalista privilijiado enriquesse injustamente em 20 francos num çaco de batatas, analiza o testo e procura os erros de kontiudo de gramatica, de ortografia, de pontuassão e em ceguida dis o que penças desta maneira de enriquesser."

(O Expresso, 20/02/93)


Publicado por marquesarede às 19:30
Link do post | comentar | favorito

Matemática, meu amor...
livros.gif
A tragédia da Matemática

Num certo livro de Matemática, um quociente
apaixonou-se por uma incógnita. Ele, o quociente,
produto de notável família de importantíssimos
polinómios. Ela, uma simples incógnita, de mesquinha
equação literal. Oh! Que tremenda desigualdade. Mas
como todos sabem, o amor não tem limites e vai do mais
infinito ao menos infinito.
Apaixonado, o quociente olhou-a do vértice à base, sob
todos os ângulos, agudos e obtusos. Era linda, uma
figura ímpar e punha-se em evidência: olhar rombóide
(=rombo - losango), boca trapezóide, seios esféricos
num corpo cilíndrico de linhas sinoidais (=curvas).
-- Quem és tu? -- perguntou o quociente com olhar
radical.
-- Sou a raiz quadrada da soma do quadrado dos
catetos. Mas pode me chamar de hipotenusa-respondeu
ela com uma expressão algébrica de quem ama.
Ele fez de sua vida uma paralela à dela, até que se
encontraram no infinito. E se amaram ao quadrado da
velocidade da luz, traçando ao sabor do momento e da
paixão, rectas e curvas nos jardins da quarta dimensão.
Ele a amava e a recíproca era verdadeira. Se adoravam
nas mesmas razões e proporções no intervalo aberto da
vida.
Três quadrantes depois, resolveram se casar. Traçaram
planos para o futuro e todos desejaram felicidade
integral. Os padrinhos foram o vector e a bissetriz.
Tudo estava nos eixos. O amor crescia em progressão
geométrica. Quando ela estava em suas coordenadas
positivas, tiveram um par: o menino, em homenagem ao
padrinho, chamaram de versor; a menina, uma linda
abcissa. Ela sofreu duas operações.
Eram felizes até que, um dia, tudo se tornou uma
constante. Foi aí que surgiu um outro. Sim, um outro.
O máximo divisor comum, um frequentador de círculos
viciosos. O mínimo que o máximo ofereceu foi uma
grandeza absoluta. Ela sentiu-se imprópria, mas amava
o máximo. Sabedor desta regra de três, o quociente
chamou-a de fracção ordinária. Sentindo-se um
denominador comum, resolveu aplicar a solução trivial:
um ponto de descontinuidade na vida deles. Quando os
dois amantes estavam em colóquio, ele em termos
menores e ela de combinação linear, chegou o quociente
e num giro determinante disparou o seu 45.




Ela foi para o espaço imaginário e ele foi parar num


intervalo fechado, onde a luz solar se via através de


pequenas malhas quadráticas.



Publicado por marquesarede às 19:26
Link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 26 de Outubro de 2005
Sindicatos marcam greve e manifestação nacionais para 18 de Novembro

26-10-2005 18:53:00.  Fonte LUSA. 


Lisboa, 26 Out (Lusa) - As três maiores organizações sindicais de professores anunciaram hoje a realização de uma greve e manifestação nacionais a 18 de Novembro, caso o Ministério da Educação (ME) mantenha uma "atitude anti-negocial".


Em conferência de imprensa conjunta, hoje em Lisboa, a Federação Nacional de Professores (Fenprof), a Federação Nacional dos Sindicatos da Educação (FNE) e o Sindicato Nacional e Democrático dos Professores (SINDEP) marcaram a data do protesto, cuja realização tinha já sido anunciada na semana passada.


Na altura, aquelas organizações sublinharam que se trata de um "momento histórico" por ser a primeira vez que é acordada uma jornada de luta nacional conjunta das três estruturas sindicais do sector.


A greve e a manifestação nacionais agendadas para 18 de Novembro são a resposta dos sindicatos do sector a medidas do Governo que afirmam pôr em causa a qualidade do ensino e a dignidade profissional dos professores.


Em causa está, nomeadamente, a não contagem do tempo de serviço, o congelamento temporário das progressões na carreira e o aumento da idade de reforma dos 60 para os 65 anos, assim como a reorganização da componente não lectiva e dos horários escolares, que obrigam os docentes a passar mais horas nos estabelecimentos de ensino.


A marcação da data da jornada de protesto surge na véspera do debate parlamentar sobre o Orçamento de Estado do Ministério da Educação para 2006, que contará com a presença da ministra Maria de Lurdes Rodrigues na Assembleia da República.



Publicado por marquesarede às 20:50
Link do post | comentar | favorito

Ensino: escolas profissionais em debate

Identidade e responsabilidades pedagógicas deste tipo de ensino são alguns dos temas a abordar durante o ciclo de debates


curriculum.jpg



As escolas profissionais portuguesas iniciam quarta-feira um ciclo de debates que se prolongará durante meses com o objectivo de defender a identidade deste tipo de ensino, anunciou hoje a associação representativa do sector. 


Em comunicado, a Associação Nacional das Escolas Profissionais (ANESPO) adianta que o primeiro nível dos debates decorrerá quarta- feira em simultâneo em todos os estabelecimento de ensino deste tipo.


 As conclusões de cada escola em termos das suas responsabilidades pedagógicas serão debatidas em jornadas regionais que ocorrerão em Fevereiro, cujas conclusões serão, por sua vez, alvo de discussão num encontro nacional a realizar no mesmo mês ou Março de 2006.


 Ao longo destes meses serão analisados temas como a especificidade deste tipo de ensino, a sua estrutura modular, metodologias de trabalho, formação em contexto de trabalho e prova de aptidão profissional.


 Segundo o texto da ANESPO, estas jornadas pedagógicas contarão com a participação de todos os agentes relacionados com as escolas profissionais, desde proprietários a professores, passando por representantes das direcções regionais de educação e do ministério e personalidades que contribuíram para o crescimento deste sector.



Publicado por marquesarede às 11:33
Link do post | comentar | favorito

Concurso Ciência Viva - Ensino Experimental das Ciências na Escola

top_01.jpg


Caros Amigos

A Ciência Viva lança a sexta edição do concurso para apoio ao ensino experimental das ciências na escola na próxima quarta-feira, dia 26 de Outubro, às 17h30m, no Pavilhão do Conhecimento, Parque das Nações, em Lisboa.

Estará presente o Ministro da Ciência e da Tecnologia, José Mariano Gago.

Durante cinco anos consecutivos, entre 1997 e 2001, a Ciência Viva abriu anualmente concursos para apresentação de propostas para a promoção do ensino experimental nas escolas. Cerca de 7000 professores e de 500.000 alunos estiveram envolvidos em mais de 3000 projectos em todo o país.

Este trabalho registou um forte envolvimento das instituições científicas, através da participação de um elevado número de investigadores, que desenvolveram trabalho com os estudantes e professores. Também as autarquias, museus e centros de ciência, sociedades e associações científicas, universidades e politécnicos que participaram activamente em parcerias com escolas do ensino básico e secundário.

Mais Ciência Mais Viva é o propósito desta iniciativa para promover a cultura e a educação científica dos jovens.

Contamos consigo!


Mais informações em
www.cienciaviva.pt



Publicado por marquesarede às 11:27
Link do post | comentar | favorito

Bilhetes do Sporting vs negócio paralelo
BILHETES DO SPORTING Á VENDA EM ALCOCHETE?

Outro dia quando estava com uma amiga minha no cabeleireiro, ouvi um comentário que me deixou muito preocupado, que os bilhetes do Sporting dados a escola eram vendidos em Alcochete ?
Será que isto é somente um mexerico de Alcochete ou pode ter algo de verdade?
Uma coisa eu sei com objectividade, poucos tem conhecimento como os bilhetes são distribuídos.
Possivelmente será necessário mais rigor no tratamento deste tema ‘’
Entre a conversa de cabeleireiro e a verdade que distancia poderemos ter?
Duque Salineiro


Publicado por marquesarede às 08:12
Link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

o exemplo
Professores desconhecem regras de civismo!

Lastimavelmente certos professores da escola, continuam a gozar por completo com o trabalho da associação de Pais para que certas regras básicas do civismo sejam cumpridas ,ou seja passar na passadeira .
A pergunta que surge de imediato é perguntar como podem os mesmos ensinar seja o que for?
Todos sabemos que vivemos num Pais onde o civismo e certas regras são efectivamente temas perfeitamente esquecidos.

Temos que ser capazes de ganhar esta batalha, porque sem qualquer dúvida necessitamos claramente que os professores nos ajudam e colaborem neste tema.

Temos perfeita consciência que a Educacao tem que partir de casa, mas também não podemos permitir que estes exemplos sejam dados aos alunos em plena luz do dia, com total descontracção e muitas vezes por pessoas com elevadas responsabilidades na escola.

Todos somos fundamentais para ganhar esta causa.

e já agora a "talhe-de-foice", porque não extender a zebra da passadeira enquadrando a mesma em toda a amplitude da frente da escola,a ideia nem é "sui generis" jà é aplicada hà vários anos por esse mundo fora.



Publicado por marquesarede às 08:07
Link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Terça-feira, 25 de Outubro de 2005
ESCOLA VIRTUAL PARA AS COMUNIDADES

DSCN3335 PEQ.jpg


Lusa | 24.10.2005


A Secretaria de Estado das Comunidades apresenta hoje a Escola Virtual para as Comunidades, que permitirá que portugueses e lusodescendentes residentes no estrangeiro possam aprender a língua portuguesa através da Internet.


Os filhos dos emigrantes portugueses poderão aprender a língua portuguesa e conhecer a cultura de Portugal na Internet através da Escola Virtual, apresentada hoje pela Secretaria de Estado das Comunidades.


Numa parceria com o Ministério da Educação, Caixa Geral de Depósitos, Porto Editora, Universidade Aberta e Lusíada, RDP e RTP, esta plataforma electrónica de ensino pretende abranger numa primeira fase 11 mil alunos.


Para já, serão disponibilizados online os programas curriculares do 9.º ao 12.º anos, prevendo-se que em 2007 os alunos tenham acesso aos programas dos restantes anos de escolaridade.


Especialmente dirigida aos lusodescendentes e portugueses residentes no estrangeiro, a Escola Virtual estará também acessível a qualquer cidadão interessado em aprender a língua portuguesa.


De acordo com o secretário de Estado das Comunidades, António Braga, os alunos vão trabalhar num sistema de auto-aprendizagem, onde só lhes é permitido avançar de nível depois de responderem correctamente a várias questões. Os estudantes irão dispor também de uma rede de professores para esclarecerem dúvidas.


Aos interessados serão distribuídos cartões que permitam criar uma conta de utilizador, através da qual têm acesso às aulas e a outros conteúdos como informações sobre a história, gastronomia ou património. Para já serão distribuídos 11 mil cartões, válidos por um ano, que poderão ser adquiridos nos consulados portugueses a um custo anual simbólico de 20 euros.


Os recursos de aprendizagem online das disciplinas de Português e Língua Portuguesa serão disponibilizados pela Porto Editora. Às universidades envolvidas neste projecto caberá avaliar a qualidade dos conteúdos e certificar o nível de aprendizagem dos alunos, através de um exame presencial naqueles estabelecimentos de ensino ou nas representações diplomáticas portuguesas.


A RTP e a RDP colaboram através da divulgação das "aulas virtuais", enquanto a Caixa Geral de Depósitos vai assegurar a cobertura financeira do projecto, orçado em cerca de 100 mil euros.



Publicado por marquesarede às 15:26
Link do post | comentar | favorito

UMA NOVA ESCOLA

Educare 17.10.2005


Estudo britânico alerta para a necessidade de adaptar os currículos e os métodos de aprendizagem à evolução da sociedade.



"A educação só floresce se se adaptar às necessidades do seu tempo. Um currículo não pode permanecer estático. Tem que responder às mudanças da sociedade, da economia e da natureza da própria escolaridade."
É com estas máximas que a autoridade britânica QCA (Qualifications and Curriculum Authority) apresenta o seu mais recente estudo na área da educação. "Futures - Meeting the Challenge", assim se intitula o documento, apresenta directivas e caminhos para uma nova escolaridade, que considere a mudança dos tempos e a modernização da sociedade, adaptando as escolas e os métodos de aprendizagem à globalização e às novas tecnologias.
Olhar para o passado como uma experiência positiva, mas encarar o futuro como uma realidade de mudança é a principal mensagem deste estudo, que refere os desenvolvimentos na compreensão da aprendizagem, as mudanças no trabalho, na sociedade e na tecnologia como meios para se perceber qual o caminho mais indicado para se atingirem determinados objectivos. A QCA pretende criar uma estrutura curricular que consiga desafiar e envolver activamente todos os estudantes na aprendizagem.
Reconhecendo a importância que os livros e a literatura continuam a ocupar nas escolas inglesas, os autores do estudo chamam a atenção para a necessidade crescente de trazer as novas tecnologias para dentro da sala de aula. "Vamos construir um currículo que leve todos os estudantes à euforia de aprender. As escolas têm que aproveitar a diversidade de textos e documentos online, cada vez mais interactivos e não lineares, para ensinar de uma maneira diferente", lê-se no documento. "Não será uma escolha fácil, mas terá que ser o caminho a seguir", remata a QCA.

 Novas disciplinas nas escolas 
Uma das novas direcções para as quais o estudo aponta diz respeito ao ensino das ciências. É necessário passar de uma sociedade baseada no conhecimento para a aplicação prática de competências. Além disso, a natureza plurilinguística da nossa sociedade deverá ser tida em conta, assumindo-se assim a necessidade do ensino de línguas modernas estrangeiras.
Outras disciplinas em que se deve apostar, com uma nova abordagem, são as Tecnologias da Informação e Comunicação, o Design e as Artes, a Educação Cívica, a Educação Física, a Economia, a Geografia, a História, a Matemática, a Música e a Educação Moral e Religiosa.
Segundo o estudo, o currículo do futuro deverá ter as seguintes características: basear-se em objectivos concretos, contribuir para a justiça social através de princípios comuns a todos os estudantes, desenvolver a educação pessoal, social e emocional, promover o desenvolvimento de competências específicas, reconhecer a importância do conhecimento - mesmo que ele saia dos seus contornos tradicionais, reconhecendo que a aprendizagem pode ser feita e organizada de maneiras diferentes -, ser orientado para o futuro e para as questões que envolvem a juventude - como a globalização, o ambiente e a sustentabilidade - e que permita a inovação.
A estrutura curricular do futuro deverá também recorrer à tecnologia para alargar e valorizar a aprendizagem e reconhecer métodos mais práticos para o ensino, apostando, ao mesmo tempo, em saltar as fronteiras da escola, tornando a educação numa parceria entre professores, estudantes, pais, entidades empregadoras e comunidade em geral.
A versão integral do estudo encontra-se disponível em 
http://www.qca.org.uk/14303.html


 



Publicado por marquesarede às 14:57
Link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 24 de Outubro de 2005
Intervir é preciso
Comentários: A EDUCAÇÃO ALIMENTAR É URGENTE
Na realidade a problemática da educação é um assunto muito sério, ainda mais quando soube à dias pelo meu educando, aludo desta escola, que se deparou com uma ratazana a passear no refeitório. É um assunto muito sério e que tem que ser resolvido rapidamente, por parte das entidades competente, não sei se pelo conselho executivo ou por outras. O certo é que tem que ser rapidamente resolvido. Até quando é que este tipo de situações vai voltar a acontecer?

Enviado por Cargaleiro em outubro 22, 2005 09:46 PM


Publicado por marquesarede às 19:36
Link do post | comentar | favorito

Riscos desnecessários-comentario
Comentários: A EDUCAÇÃO ALIMENTAR É URGENTE
Na realidade a problemática da educação é um assunto muito sério, ainda mais quando soube à dias pelo meu educando, aludo desta escola, que se deparou com uma ratazana a passear no refeitório. É um assunto muito sério e que tem que ser resolvido rapidamente, por parte das entidades competente, não sei se pelo conselho executivo ou por outras. O certo é que tem que ser rapidamente resolvido. Até quando é que este tipo de situações vai voltar a acontecer?

Enviado por Cargaleiro em outubro 22, 2005 09:46 PM


Publicado por marquesarede às 19:34
Link do post | comentar | favorito

Domingo, 23 de Outubro de 2005
semana do lanche saudável

Durante a próxima semana, de 24 a 28 do corrente mês, irá decorrer na escola, a Semana do Lanche Saudável, que consiste na venda de saquinhos com um lanche saudável, a baixo custo (70 cêntimos) este lache irá consistir numa sandes de queijo ou fiambre com tomate ou alface + 1 iogurte ou 1 sumo + 1 peça de fruta.


Este é um dos muitos passos e actividades que o Projecto Escola Promotora de Saúde já levou e vai levar acabo, para incentivar a comunidade escolar a uma alimentação saudável e que tenta envolver todos os alunos. Pois infelizmente as nossas crianças estão viciadas no Fast food, que referte cada vez mais em adolescentes obesos ou com problemas de saúde a nível de colesterol e ou diabetes.


Por isso srs. Encarregados de Educação, este assunto também vos diz respeito, também têm um papel muito importante neste assunto, pois têm que ensinar os vossos filhos a comer bem, a serem saudáveis. Uma alimentação saudável, não quer dizer, fazer restrições, quer dizer saber comer de tudo com moderação e cuidado. Quer dizer que o fast food é bom mas só para fazer de vez em quando, não como hábito.


Ajudem-nos incentivando os vossos filhos a comprarem estes lanches saudáveis, que para eles também é muito melhor do que comer batatas fritas, refrigerantes, gomas, chocolates, etc.


obrigado



Publicado por marquesarede às 23:31
Link do post | comentar | favorito

Comentários:
Comentários: Estatisticas a ponderar
Está muito interessante e descobri por acaso este blog divulgando as actividades dessa escola. Na escola onde estou também temos um blog como jornal escolar onde se divulga todas as actividades do agrupamento. http://asnossasvozes.blogs.sapo.pt/index.html Um abraço. Enviado por Agostinho em outubro 23, 2005 03:24 AM


Publicado por marquesarede às 11:03
Link do post | comentar | favorito

PARA TODOS UM BOM DOMINGO
neon23.gif


Publicado por marquesarede às 03:33
Link do post | comentar | favorito

Inquietude é geral
Pais inquietos com o futuro dos filhos
Os pais e encarregados de educação franceses mostram-se cada vez mais inquietos face ao futuro dos filhos e temem particularmente que estes caiam no desemprego, revela um inquérito publicado recentemente pela Federação dos Pais e Encarregados de Educação dos Alunos do Ensino Público.
Comparativamente a um inquérito similar realizado no ano passado, a confiança no futuro é hoje menor: 41 por cento dos pais acha que os filhos irão viver em piores condições do que eles (35% há um ano), sendo os pais de meios socialmente desfavorecidos aqueles que se mostraram mais pessimistas (43%).
Ainda de acordo com a sondagem, 61 por cento dos pais acha que os filhos correm um risco maior de ficarem desempregados (56% em 2004), motivo provável para que no inquérito deste ano sejam em menor número aqueles que citam a aprendizagem como principal objectivo da escola (57% contra 65% em 2004) e mais numerosos os que citam a preparação para um emprego (21% contra 15% no ano anterior).
Apesar disto, e tal como no inquérito anterior, 17 por cento acha prioritária a educação e apenas 5 por cento a obtenção de um emprego. Neste sentido, 75% dos pais refere que a escola corresponde às suas expectativas e cumpre a sua função educativa.
De acordo com os resultados deste inquérito, os pais mostram-se também preocupados com a violência (91%), mas revelam-se menos angustiados com esta questão relativamente ao ano passado. De resto, 64 por centro diz-se muito inquieto com a violência (79% em 2004), 69% com a droga (80%), 47 por cento com o tabaco (60%) e 53% com a pedofilia (71%).
Para combater o crescimento da violência, os inquiridos preconizam a existência de um melhor enquadramento legal (44%), a responsabilização dos pais (38%), a melhoria da educação dos alunos (31%) e uma maior repressão (22%).
Relativamente à retirada dos distribuidores de bebidas e alimentos das escolas, decidida este ano pelo governo francês, 77 por cento mostra-se a favor, 19 por cento é pela sua manutenção e 4 por cento não responde.


Publicado por marquesarede às 03:27
Link do post | comentar | favorito

Escola - que futuro?
Não existe em Português um termo que expresse o significado exacto de accountability. Tem sido traduzido como responsabilidade, responsabilização, respondabilidade, responder pelas acções, prestação de contas, etc. No entanto, nenhum traduz com exactidão o termo em Inglês. Accountability enquanto conceito e prática tem origem na gestão empresarial e diz respeito à prestação de contas centrada nos resultados, numa lógica de racionalidade produtiva económico-financeira. Nas últimas décadas, o termo tem vindo a ser adoptado em domínios de política social, considerados bens sociais comuns, como a educação e a saúde. Ou seja, bens que por inerência, são direitos fundamentais de todos os cidadãos aos quais devem ter acesso e deles usufruírem em igualdade de circunstâncias. É absolutamente necessário prestar contas acerca da qualidade dos produtos (e, indirectamente, acerca dos processos e dos agentes) das instituições responsáveis por serviços sociais públicos. É uma obrigação de quem as dirige e um direito elementar da colectividade a quem os serviços se destinam. No entanto, o carácter social destes bens torna indispensável desvinculá-los de processos de accountability baseados em perspectivas de rentabilidade mercantilista e/ou de controlo burocrático que tendem a reforçar a discriminação dos mais desfavorecidos face àqueles bens. Na educação, o recurso a modalidades e técnicas de avaliação que permitam comparações globais de resultados e hierarquização de escolas, tem constituído o meio politicamente privilegiado de identificar os produtos (das aprendizagens dos alunos) do sistema. Ou seja, o testing tem constituído a pedra de toque da accountability em educação. Baseados nestes moldes, os professores e as escolas tendem a organizar os processos de ensino em função de modalidades de avaliação politicamente exigidas. E não o contrário, ensinar e avaliar em função das especificidades dos alunos. Este aspecto é tanto mais relevante quanto a diversidade étnica, cultural, linguística e socio-económica é um fenómeno crescente nas escolas. A prestação de contas com incidência exclusiva nos resultados de testes, sem inclusão de dimensões sociais e políticas, coloca em questão processos organizacionais e de ensino fundamentais para a igualdade de oportunidades em educação. Rustique-Forrester (Accountability and the Pressures to Exclude, Educational Policy Analysis Archives – 2005, April 8), sistematiza algumas conclusões da investigação que vão nesse sentido. Perspectivas internacionais comparativas sobre políticas nacionais de accountability em educação, apontam para inter-relações complexas entre as pressões dessas políticas e consequências não previstas ao nível da organização das escolas e do desempenho pedagógico dos professores. No caso concreto de Inglaterra, as pressões associadas à política de accountability, associadas a dinâmicas de mercado livre na escolha de escola, têm contribuído para estreitar o currículo, discriminar alunos com maiores dificuldades académicas e comportamentais e aumentar os níveis de insucesso e exclusão. Os professores tendem a ser menos tolerantes com esses alunos. Estes efeitos foram particularmente sentidos em escolas de áreas carenciadas, com frágeis estruturas internas de apoio à comunicação entre o pessoal, à colaboração entre professores e às necessidades individuais dos alunos.
Uma justa prestação de contas acerca dos produtos da educação não pode resultar de pressões políticas que ignoram a crescente diversidade da população escolar, os seus contextos sociais e culturais e os processos organizacionais e pedagógicos que permitem salvaguardar o princípio da igualdade de oportunidades em educação e reduzir as escolas e os professores a simples meios de testagens ao serviço de uma visão estreita de accountabilty.


Publicado por marquesarede às 03:21
Link do post | comentar | favorito

Estatisticas a ponderar
Há 28 mil adolescentes portuguesas grávidas por ano - a segunda maior taxa de gravidez precoce na Europa. Quase metade da população mundial tem menos de 25 anos. Os jovens entre 15 e 24 anos representam metade dos novos casos de VIH.

Apelo à escola Oitenta e um por cento dos pais (mais as mães) querem que sejam os professores a informar sobre o VIH/Sida. Mas 80,3% também querem a acção das instituições sanitárias e 78,9% confiam igualmente nos meios de informação e 77,5% nas próprias famílias. Mais 76,4% aceitariam que os filhos frequentassem aulas de educação sexual.

Disciplina horizontal

Perguntados se aceitariam uma disciplina de educação sexual, 46,2% dos professores disseram incondicionalmente que sim. Mas 53,8% fazem depender de condições, especialmente (61,5%) leccionação por professores com formação adequada ou técnicos de saúde e ser disciplina horizontal ou em cursos abrangendo as áreas de saúde e formação social e pessoal.


Publicado por marquesarede às 02:52
Link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Planos de Recuperação
Carinha lapis.gif

O Ministério da Educação (ME) vai obrigar as escolas a elaborarem planos de recuperação para alunos com taxa de insucesso significativa ou para os que reprovem, medida que deverá vigorar já a partir do segundo período deste ano lectivo.


De acordo com o secretário de Estado da Educação, Valter Lemos, esta é uma das medidas que o Governo quer introduzir no ensino básico (até ao 9º ano) para «colmatar o problema do insucesso escolar».

A partir do segundo período deste ano lectivo, os Conselhos de Turma das escolas terão de criar um plano de recuperação, a aplicar nos segundo e terceiro períodos, para os alunos que tenham um número de negativas que não os permitiria passar de ano.

Nesse plano de recuperação deverão constar períodos lectivos suplementares de disciplinas em que os resultados sejam negativos ou aulas de organização do estudo e de métodos de trabalho.

Como avança a Lusa, para os alunos que reprovarem no final de cada ano lectivo, as escolas terão também de fazer um plano de trabalho que passará pelo mesmo tipo de actividades.


Publicado por marquesarede às 02:45
Link do post | comentar | favorito

O principio das coisas
PC3.bmp
Qualidade do professor determina sucesso de crianças de risco

Um bom professor no Ensino Básico é determinante para que uma criança de risco tenha um desempenho escolar tão bom como as outras, revela um estudo da Universidade da Virgínia, nos EUA.

O resultado desta investigação - que vem publicado na edição de Setembro/Outubro do jornal Child Development - mostra que a qualidade das experiências do dia-a-dia nas escolas pode reduzir drasticamente, nos primeiros anos de frequência do ensino, os problemas sociais e académicos das crianças, e até mesmo aproximar alunos com origens e vivências diferentes.


Publicado por marquesarede às 02:31
Link do post | comentar | favorito

Posts recentes

EVENTOS

SONHAR

MEDIAÇÃO E PSICOTERAPIA N...

RESPONSABILIDADES

QUALIFICAR

ESTUDAR A EDUCAÇÃO

ELEGER

DESEMPENHO

FUSÕES

ESTADOS D'ALMA

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Posts recentes

EVENTOS

SONHAR

MEDIAÇÃO E PSICOTERAPIA N...

RESPONSABILIDADES

QUALIFICAR

ESTUDAR A EDUCAÇÃO

ELEGER

DESEMPENHO

FUSÕES

ESTADOS D'ALMA

Arquivos

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Links
Costuma Participar nas reunioes de Pais?
1 vez por Ano
1 vez por Mes
Nunca participo
  
pollcode.com free polls

Tagzania: Pontos por marquesarede
MEIO AMBIENTE
subscrever feeds